19 de mai de 2010

Forumdoc 2010 Unimontes


Em sua terceira edição, o festival leva parte de sua programação a sete cidades
O forumdoc.mg – mostra itinerante do filme documentário e etnográfico – tem como objetivo ampliar e democratizar o acesso a uma programação de cinema diferenciada no estado de Minas Gerais, através da exibição de filmes já exibidos no forumdoc.bh (festival de cinema que acontece anualmente em Belo Horizonte desde 1997) e/ou que fazem parte do acervo da Associação Filmes de Quintal, associação sem fins lucrativos responsável pela realização do projeto.
Sua programação se estende entre os meses de maio e junho de 2010, em sete cidades: Araçuaí, Cambuquira, Contagem, Lagoa Santa, Montes Claros, Pouso Alegre e Uberlândia. Abordando temáticas diversas, os filmes selecionados abordam questões políticas e sociais, ao versar sobre comunidades tradicionais e urbanas, na tentativa de construir junto ao público um amplo diálogo sobre as potências do audiovisual.
O evento, que se encontra em sua terceira edição, conta com o patrocínio da CEMIG/Governo de Minas e da Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura/Governo Federal, via Lei de Incentivo à Cultura e Fundo Nacional de Cultura. Além disso, conta com a parceria de instituições locais (Irmandade dos Atores da Pândega, Associação Cultural Eu Sou Angoleiro, Cineclube Luz da Lua, MUnA/UFU, UNIMONTES, UNIVÁS, Benedita Cineclube e Cineclube FUNEC).
Sobre a Associação Filmes de Quintal
A Associação Filmes de Quintal é uma entidade sem fins lucrativos e tem suas ações voltadas à promoção cultural através de atividades de divulgação, pesquisa, reflexão, fomento e produção em audiovisual. Com sede em Belo Horizonte, a Filmes de Quintal possui ampla experiência na produção de mostras cinematográficas e na realização de oficinas de audiovisual.
Criada em 1999, a Associação Filmes de Quintal foi fruto da reunião de pesquisadores, professores e estudantes dos cursos de Comunicação Social, Filosofia e Antropologia, entre outras áreas, para oficializar a criação do Festival do Filme Documentário e Etnográfico – forumdoc.bh – que já acontecia desde 1997, graças ao esforço pessoal dos fundadores da Associação.
Sobre o forumdoc.bh
O forumdoc.bh é um festival de cinema e vídeo dedicado ao documentário e a filmes que não têm espaço no circuito de exibição comercial. O evento acontece em Belo Horizonte desde 1997, com treze edições consecutivas. Em sua programação, o forumdoc.bh apresenta um panorama de produções audiovisuais diversificado, disponibilizando ao público filmes de vários países, produções contemporâneas e filmes clássicos. Realiza, ainda, as mostras competitivas nacional e internacional com o objetivo de mapear, difundir e premiar a produção documentária recente.

Promovendo mesas redondas, sessões fílmicas comentadas, oficinas, lançamentos de publicações como catálogos, revistas, livros e cd-roms especializados, o forumdoc.bh tem possibilitado o intercâmbio de experiências, visando o fomento à pesquisa, experimentação e qualificação da produção.

Todas as atividades que compõem a programação têm caráter público e gratuito, o que garante o acesso e divulgação de bens culturais.

PROGRAMAÇÃO forumdoc.mg
25 de maio - terça-feira - SESSÃO DE ABERTURA

19h
Corumbiara

26 de maio – quarta-feira  - CINEMA BRASILEIRO

10h
A arquitetura do corpo
Terras

18h
Sangradouro
Mulheres Xavantes sem Nome

20h
Tatakox
Caçando Capivara
27 de maio – quinta-feira - CINEMA INTERNACIONAL

10h
La asamblea

18h
Bab sebta

20h
Bamako

Local:
Prédio 03 – Auditório do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas
Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro
Avenida Ruy Braga S/N

Sinopses

A arquitetura do corpo
Brasil | 2008 | cor | 21'
Direção: Marcos Pimentel


Os bailarinos e suas formas. Suas dores. Seus sonhos...

Bab Sebta
Portugal | 2008 | cor | 110'

Direção: Frederico Lobo e Pedro Pinho

O filme ocorre em quatro espaços, quatro cidades ao longo da costa do Norte da África onde grandes grupos se reúnem à espera de uma oportunidade de passar para a Europa. A aparente imobilidade que domina o tempo nesses espaços abre lugar para que, na partilha do cotidiano, se soltem as conversas, se cruzem discussões nos mais diversos dialetos de origem, se construa a narrativa das histórias vividas – onde o passado recente, a viagem, o deserto, o mar, os perigos, os esquemas, surgem com dimensões épicas.

Bamako
Mali | 2006 | p&b | 118′
Direção: Abderrahmane Sissako

Cidadãos africanos decidem processar as instituições financeiras internacionais pelo estado de endividamento em que se encontra o continente. O julgamento se instaura nos jardins de uma casa em Bamako. Só que os procedimentos legais são recebidos com indiferença pelos habitantes locais, que seguem adiante com sua rotina. Entre eles estão Chaka e Melé. Ela é cantora num bar, ele está desempregado, e a relação dos dois passa por um momento difícil.

Caçando Capivara
Brasil | 2009 | cor | 57'
Direção: Derli Maxakali, Marilton Maxakali, Juninha Maxakali, Janaina Maxakali, Fernando Maxakali, Joanina Maxakali, Zé Carlos Maxakali, Bernardo Maxakali, João Duro Maxakali

Caçadores Maxakali saem com seus cães e espíritos aliados em busca da capivara.  Cantos, olhares e eventos. Intensidades que se agitam sob um plano de aparente silêncio.

Corumbiara
Brasil | 2009 | cor | 117′
Direção: Vincent Carelli
Em 1985, o indigenista Marcelo Santos denuncia um massacre de índios na Gleba Corumbiara (RO) e Vincent Carelli filma o que resta das evidências. Bárbaro demais, o caso passa por fantasia, e cai no esquecimento. Ninguém foi responsabilizado pelas torturas que aquelas pessoas sofreram. Corumbiara é um esforço para provar o extermínio dos índios e tentar contato com os remanescentes.
La Asamblea
Argentina | 2008 | p&b | 70'
Direção: Galel Maidana

Esse filme propõe uma viagem de observação através do coração da Frente de Artistas del Borda. Todos os conflitos e eventos próprios a qualquer processo criativo acontecem ali. Só que nesse caso, a maior parte dos integrantes do grupo vivem atrás das paredes do Hospital Neuropsiquiátrico J. T. Borda, privado de seus direitos básicos, subjugados por concepções arcaicas acerca da saúde mental.

Mulheres Xavante sem Nome
Brasil | 2009 | cor | 56'
Direção: Divino Tserewahú e Tiago Campos Tôrres


Desde 2002, Divino Tserewahú tenta produzir um filme sobre o ritual de iniciação feminina Xavante, que já não mais é realizado em nenhuma outra aldeia Xavante. Mas desde então todas as tentativas foram interrompidas. No filme, jovens e velhos debatem sobre as dificuldades e resistências para a realização desta festa.

Sangradouro
Brasil | 2009 | cor | 30'
Direção: Divino Tserewahú, Tiago Campos Tôrres e Amandine Goisbault


Em 1957, depois de séculos de resistência e de fuga, um grupo Xavante se entrega à missão Salesiana de Sangradouro, Mato grosso. Hoje rodeados de soja, com a terra e os recursos depauperados, eles mostram neste filme suas preocupações atuais em meio a todas as mudanças e contradições que vêm vivenciando.


Terras
BRASIL | 2009 | cor | 75'


Direção: Maya Da-Rin




Três fronteiras. Duas cidades. A floresta. Na fronteira tríplice entre Brasil, Colômbia e Peru, as cidades gêmeas Letícia e Tabatinga formam uma ilha urbana rodeada pela floresta amazônica. As delimitações de fronteira são muitas vezes encobertas pela densa vegetação. O filme se constrói em um movimento de imersão no cotidiano da fronteira e de seus habitantes. Um lugar ritmado pelo fluxo constante de pessoas de origens diversas, onde culturas ancestrais e contemporâneas convivem lado a lado.

Tatakox Vila Nova
Brasil | 2009 | cor | 50'



Direção: Comunidade Maxakali Aldeia Nova do Pradinho


Quando as mulheres sentem saudade das suas crianças que morreram pequenas, os Tatakox vão buscá-las e trazem-nas às aldeias para que as mães as vejam. Com a filmadora nós pudemos ver de onde é que os Tatakox tiram as crianças. Depois, no mesmo dia, os meninos vivos da aldeia são levados de suas mães pelos espíritos para ficar na casa dos homens e aprender.


Realização
Associação Filmes de Quintal

Participação
UNIMONTES
Pró-reitoria de Extensão
Coordenadoria de Extensão Cultural
Departamento de Ciências Sociais

Patrocínio
CEMIG - Governo de Minas
Ministério da Cultura
Secretaria do Áudio Visual – Governo Federal

CONTATO:
Associação Filmes de Quintal
(31) 3889-1997
www.filmesdequintal.org.br
filmes@filmesdequintal.org.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário